Resultados do Inquérito à Satisfação dos Residentes na Região Centro 2021

1 RESULTADOS DO INQUÉRITO À SATISFAÇÃO DOS RESIDENTES NA REGIÃO CENTRO 2021 A medição da satisfação e da felicidade dos seus residentes é, cada vez mais, um dos indicadores utilizados para aferir o sucesso dos territórios. Por isso mesmo, vários países e regiões auscultam regularmente este tipo de perceção, tal como a Comissão Europeia, que monitoriza o espaço europeu, divulgando semestralmente esta informação no Eurobarómetro (centro de sondagens de opinião pública da União Europeia). Tendo em conta a relevância desta temática, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC) acompanha também, desde 2013, a satisfação dos residentes na Região Centro, sendo este indicador parte integrante do Barómetro do Centro de Portugal, que é um instrumento de análise que pretende monitorizar o progresso alcançado pela região através de um conjunto de indicadores-chave. A CCDRC lançou, entre 5 e 21 de julho de 2021, a 7.ª edição do Inquérito à Satisfação dos Residentes na Região Centro 1 . Nesta vaga foram entrevistadas, por telefone, 510 pessoas com 15 ou mais anos de idade 2 , tendo-lhes sido pedido que avaliassem o grau de satisfação com a sua vida em geral, numa escala com quatro categorias que variam de “muito satisfeito” a “nada satisfeito”. De acordo com os resultados desta inquirição, em 2021, 77,5% dos residentes na Região Centro consideraram-se globalmente satisfeitos 3 , contra 73,7% da recolha anterior (2019) e 61,2% em 2013 (Figura 1). Estes foram os melhores resultados das sete edições deste inquérito efetuado para a Região Centro. A vaga de 2021 mostrou que 12,2% dos residentes estavam “muito satisfeitos”, 65,3% “satisfeitos”, 13,7% “não muito satisfeitos” e 8,8% “nada satisfeitos”. Face aos anos anteriores, destaca-se o significativo acréscimo da percentagem de inquiridos “satisfeitos” e o decréscimo expressivo de inquiridos “não muito satisfeitos”. 1 A 1.ª vaga do inquérito à satisfação dos residentes na Região Centro decorreu em setembro de 2013, a 2.ª vaga em outubro de 2014, a 3.ª vaga em outubro de 2015, a 4.ª vaga em maio de 2017, a 5.ª vaga em junho de 2018, a 6.ª vaga em junho de 2019 e a 7.ª vaga em julho de 2021. Em 2020, não foi realizado o inquérito de satisfação aos residentes na Região Centro devido às circunstâncias provocadas pela pandemia COVID-19, nomeadamente a possível perturbação na obtenção da informação e na análise dos seus resultados. 2 A amostra do Inquérito à satisfação dos residentes na Região Centro de 2021 foi de 510 entrevistas, com um erro de 4,34 pontos percentuais para um intervalo de confiança de 95%. Foi utilizado o método de amostragem por quotas para garantir a representatividade para o total da NUTS II Centro em termos de distribuição geográfica (comunidade intermunicipal e municípios), mas também ao nível das características dos indivíduos (dimensão populacional dos lugares, género, escalão etário, telefone fixo/telemóvel e situação perante o trabalho). A amostra foi distribuída de forma proporcional à população com 15 ou mais anos de idade, verificando-se uma exceção ao nível da distribuição por Comunidade Intermunicipal, dado que foi definido um número mínimo de 30 entrevistas válidas por comunidade. O trabalho de campo decorreu entre os dias 5 e 21 de julho de 2021, tendo sido utilizada a técnica de recolha por entrevista telefónica. 3 Entende-se por “globalmente satisfeitos” os inquiridos que respondem estar “muito satisfeitos” ou “satisfeitos” com a vida que levam. Por oposição, definem-se como “globalmente insatisfeitos” os inquiridos que respondem estar “não muito satisfeitos” ou “nada satisfeitos” com a vida que levam.

RkJQdWJsaXNoZXIy NTk3ODc=