Especialização Produtiva da Região Centro

Especialização produtiva da Região Centro 2 A Região Centro 1 caracteriza-se por uma estrutura produtiva muito diversificada e territorialmente heterogénea, com sistemas produtivos variados, espacialmente bem demarcados e com dinâmicas muito diferentes entre as sub-regiões. Como veremos ao longo do documento, coexistem, na região, áreas de especialização tradicionais (cerâmica e vidro; floresta e produtos daí resultantes, como a pasta de papel; ou indústrias agroalimentares), com atividades económicas mais recentes assentes em tecnologia (metalurgias de base e fabricação de máquinas e equipamentos; moldes; ou indústrias dos plásticos) ou intensivas em conhecimento (tecnologias da informação, biotecnologia, novos materiais, saúde, design industrial e de produto), algumas das quais com uma forte inserção internacional. Introdução ESTRUTURA PRODUTIVA DA REGIÃO CENTRO EM NÚMEROS 29,6% é o peso do VAB do setor secundário na Região Centro (mais elevado do que a média nacional) 3,5% é o peso do VAB do setor primário na Região Centro (acima da média nacional) 30 atividades económicas em que a região é especializada face ao padrão nacional (num total de 81), representam cerca de 55% do VAB regional das empresas 84% do volume de negócios da Região Centro é originado pelas 10%maiores empresas regionais 32% das pessoas ao serviço na região trabalham em micro empresas 1 A configuração territorial da Região Centro, composta por 100 municípios, é a definida no regulamento (EU) nº 868/2014 da Comissão, de 8 de agosto de 2014, estando os limites territoriais das NUTS III estabelecidos na Lei n.º 75/2013, de 12 de setembro (Anexo 1).

RkJQdWJsaXNoZXIy NTk3ODc=