Centro de Portugal, Boletim Trimestral n.º51

RESUMO No comércio internacional, na Região Centro, registaram-se significativos aumentos homólogos reais nas saídas e nas entradas de bens. Tanto o mercado de bens intracomunitário como o extracomunitário contribuíram expressivamente para essas variações regionais. A totalidade dos indicadores representativos do consumo privado observaram, neste trimestre, evoluções favoráveis, que traduzem, em grande medida, os efeitos do novo plano de desconfinamento. O Índice de Preços no Consumidor aumentou na região e em Portugal, tendo no caso regional crescido acima de 1%, o que já não sucedia desde o quarto trimestre de 2018. No PORTUGAL 2020, a 30 de junho de 2021, estavam aprovados 7,6 mil milhões de euros de fundos europeus, para financiamento de 12,8 mil milhões de euros de investimento elegível na Região Centro. Destes apoios, 314,6 milhões de euros traduziram-se em medidas de resposta aos efeitos da pandemia COVID-19 na região. O COMPETE 2020 era o programa operacional com mais relevância, sendo responsável por 30% dos apoios, e o FEDER o fundo mais representativo, cofinanciando metade dos montantes aprovados. O Programa Operacional Capital Humano continuava a apresentar a taxa de realização de fundo mais elevada (69%).

RkJQdWJsaXNoZXIy NTk3ODc=